DIS 03×09: Terra Firme (Pt. 1)

Jornada nas Estrelas: Discovery – Terceira Temporada – Episódio 9


Somos levados de volta ao universo espelho neste capítulo de Discovery. Tentando salvar Georgiou, que sofre com seus deslocamentos no espaço-tempo, a nave viaja a um remoto planeta desabitado. Ou melhor, habitado por um ser misterioso que possibilita a imperatriz voltar para casa, aparentemente.

A sensação é do capítulo dar um passo atrás no enredo. Ao invés de sermos levados ao Universo Espelho do século XXXII, voltamos para o que já vimos daquele mundo, no século XXIII. Houve uma inversão inteligente, mas previsível, de papéis; se por um lado, a personagem de Giorgiou estava muito repetitiva, com as mesmas tiradas malignas, agora ela é a pessoa ponderada no mundo dos vilões.

Mas mesmo assim não surgem situações lá muito interessantes, porque a dinâmica do universo espelho é aquela mesmice de sempre: todo mundo se odeia, um quer matar o outro pra conseguir seu trabalho… acredito que ele tem que ser pontualmente colocado, do contrário, não faz o menor sentido como aqueles personagens vivem. Quando Enterprise fez seu especial na sua temporada final, foi excelente, mas já na segundo parte exibia alguns sinais de desgaste.

Uma outra coisa decepcionante foi que todo o mistério sobre este personagem. Sua relação tensa com a Georgiou serviu apenas para ele fazer uma breve exposição.

Há alguns destaques, especialmente na parte visual. Uma cerimônia a qual assistimos é uma cena belíssima, assim como as indumentárias cheias de detalhes e cuidado.

Mas se já não bastasse a repetitividade da situação nesse universo paralelo, quando parece que seremos apresentados a novas informações sobre a Combustão, as coisas chegam pela metade (da metade). Sabemos apenas quem estava na naquela nave que pedia ajuda, o que não informa muita coisa. São pequenas cenas e com pouco conteúdo, que, ao mesmo tempo, estão carregando nas costas o arco de Adira Tal – que fica cada vez menos interessante, acredito que ainda não peguei qual é a alegoria aqui.

O ser e a porta que leva Giorgiou ao seu lar no espaço-tempo faz referências ao Guardião da Eternidade, personagem do portal de A Cidade a Beira da Eternidade. Então não sabemos muito bem se ela realmente voltou ou aquilo é uma espécie de evento para fazer a personagem “crescer como pessoa”, também algo como Tapestry (“Trama” no lançamento nacional), da sexta temporada de TNG, o que levaria àquele ser tratar-se de um Q.

Há uma necessidade de fazer a personagem voltar ao século de origem pois ela será uma das protagonistas de uma nova série, baseada na Seção 31. Será este o evento para isso ou foi apenas uma lição de moral para Gergiou e toda a tripulação voltará junta para a sua época?

A avaliação deste episódio dependerá quase que exclusivamente de seus desdobramentos, se ele ocasionar coisas muito interessantes nos próximos, será tido como um dos principais da série, do contrário, não foi mais que uma jornada sem sentido. Por enquanto, sozinho, me foi bem desinteressante. E estou com a suspeita de que vão tentar dar um jeito de misturar o Universo Espelho com A Cidade a Beira da Eternidade para, a partir das referências e sucessos prévios, ganhar aclamação fácil.

Mediano (2,5/5)

Ainda que os visuais da realidade paralela sejam líndos, é uma Sensação de passo atrás no enredo, voltamos ao universo espelho do passado, enquanto as demais tramas andaram muito pouco.

Soldado temporal: logo no começo do episódio vemos o registro de um soldado das Guerras Temporais – a trama principal de Enterprise – que é uma aparição cheia de significados. Primeiro, que mais uma vez vemos como, diferentemente dos séculos anteriores, neste futuro, esse conflito foi bastante público e com muitas implicações, o que achei particularmente interessante.

Depois, que os acordos temporais também impedem a viagem entre realidades alternativas. E, por fim, que naquela época, os personagens do universo principal sabem da existência da linha do tempo Kelvin, desencadeada por Star Trek 09.

Jornal: o jornal que o enigmático ser de Dannus V segura nas mãos é The Star Dispach, o mesmo em que os personagens acompanham as notícias de 1936, em A Cidade a Beira da Eternidade.


Jornada nas Estrelas: Discovery – Terceira Temporada

O Brasil no espectro de uma guerra híbrida

O autor desnuda os movimentos subterrâneos – teóricos e concretos – feitos pelo exército, desde a redemocratização mas, em especial desde o governo lula, para reconquistar o poder nacional. Dentre esses movimentos, a deflagração de uma guerra híbrida.

The Orville – 2ª Temporada

Mais coesa e organizada, a série teve um salto com relação a qualidade de seu humor, sempre cirúrgico. Mas isso, por outro lado, resultou numa temporada praticamente de um tema só: relacionamentos; virando quase uma Comédia Romântica no Espaço.

Publicado por Lucas Palma

Paulistano, desde que me lembro por gente fascinado pelas possibilidades do futuro, em games, filmes e seriados, herança paterna e materna. Para surpresa geral, ao final da juventude descobri fascínio também justamente pelo oposto, me graduando e mestrando em História, pela Universidade Federal de São Paulo. Sou autor de Palavras de Revolução e Guerra: Discursos da Imprensa Paulista em 1932.

3 comentários em “DIS 03×09: Terra Firme (Pt. 1)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: