Arquivo X – 3ª Temporada (Melhor, Pior e Essencial)

Arquivo X – Terceira Temporada


Melhor Episódio (Arco Principal e Avulso)

Clipe de Papel – Provavelmente um dos cenários mais interessantes de Arquivo X aparece neste episódio, com os arquivos de aço dentro de uma mina. Mas não é só isso claro, é mais um daqueles episódios que consegue colocar todos os elementos do seriado juntos e de forma magistral. Temos a teoria da conspiração, os elementos históricos, ação moderada, suspense, mistério e alienígenas. Assim como envolvimento pessoal dos protagonistas.

Nos dois blocos posteriores de capítulos do arco principal, também temos bons episódios. Com destaque da primeira referente à participação japonesa na Conspiração, Japoneses, que focando menos na ação que sua seqüência, consegue ser mais constante e misterioso. A cabeça fica fervilhando com novas informações e conexões com eventos anteriores – além da conexão com eventos históricos, que eu gosto muito.

Episódio 16: Apócrifo

Um pouco mais a frente, Apócrifo, acredito que já abusa um pouco das lacunas, e a confusão passa da conta, mas ainda assim é um dos grandes capítulos do seriados. O flashback que abre é excelente, e as cenas finais no silos são marcantes. Talitha Cumi, ao encerrar a temporada, tem grandes diálogos e se aprofunda mais ainda na mitologia do seriado.

Do Espaço Sideral, de José Chung – É difícil concorrer com meta-episódios quando eles são bem feitos, especialmente se levados para a comédias. A maioria das melhores risadas de Arquivo X acontecem nesse capítulo. E, que por tabela, ainda acaba entregando uma estória de fundo que seria muito bem um capítulo bastante razoável.

Eu gostaria de ter tido um tempo melhor para digerir O Repouso Final de Clyde Bruckman; o capítulo consegue um equilibro muito bom entre o drama e o humor negro, mas nos últimos minutos vira uma correria para fechar tudo logo e a morte, tão antecipada, tem apenas alguns segundos de tela. A sensibilidade é característica dele e de Masmorra, que conta uma das histórias mais tristes e bonitas do seriado.

Episódio 8: Masmorra

Gostaria que fossem melhores: 1) Tímido Demais – tem vários elementos raízes de Arquivo X, especialmente na nojeira, mas um melhor desenvolvimento do vilão fez falta. 2) Revelações – difícil ir mais afundo quando o objeto é o cristianismo, mas algumas explicações mas claras poderiam transformar este em um dos grandes capítulos da série. 3) Pântano – uma pena um diálogo tão agradável entre nossos protagonistas ser desperdiçado num episódio tão ruim.

Pior Episódio

Teso dos Bichos – O esforço da internacionalização do universo de Arquivo X rendeu esse ponto baixo, com o episódio inteiro construído em cima de estereótipos da América Latina e sua população nativa. Bárbaros e supersticiosos, não preservam a própria história e é necessário cientistas americanos irem lá salvar. Mas mesmo se tentarmos relevar esse preconceito, o show é um desastre.

Partindo do recurso de criar terror ao não mostrar o monstro, a situação só piora. Ele vai se tornando menos coerente, começa a atacar quem defendia o retorno da urna, e depois ao final nem conseguimos entender se o monstro de fato existia ou estava controlando outros animais – e rende a lendária cena de Scully lutando contra gatinhos. Infelizmente, este episódio desperdiça um trabalho excelente da direção de arte, o cenário do banheiro é nojento num bom sentido, e o esconderijo dos corpos é muito bom.

Em outro capítulo, com uma cena final em uma delegacia, com armas disparando sozinhas, luzes piscantes e tudo mais, Sizígia mais um grande trabalho é jogado fora. O roteiro tenta criar um filme de terror adolescente em Arquivo X, o que não é de todo mal, mas aqui é horrível, ao tentar aplicar esse humor aos adultos da trama, e, em especial, de que toda a investigação de Mulder é realizada ao comprar determinada informação.

Episódio 13: Sigízia

Ainda podemos encontrar pontos positivos nos argumentos de Caminhada, que começa com uma cena muito incômoda de um suicídio frustrado, e de Avatar, que revela um pouco mais da vida pessoal do diretor Skinner. Infelizmente, em ambos os casos o capítulo se envereda por conclusões exóticas e distante das premissas, no primeiro, uma espécie de projeção astral, e no segundo temos uma entidade sobrenatural que muda de papel durante a estória de forma bem improvisada.

Os Essenciais

Esta terceira temporada tivemos vários capítulos do arco principal, e portanto eles já ocupam quase toda nossa cota de essenciais – eu apenas tiraria Caminho da Benção, que é realmente mais fraco que os demais. Clipe de Papel e Japoneses são excelentes, assim como sua continuação 731, um degrau abaixo. O par de Piper Maru e Apócrifo além de importantes também são episódios fantásticos.

Pela quantidade de prêmios, é impossível deixar passar Repouso Final de Clyde Bruckman. Com uma fama equivalente a dele temos Do Espaço Sideral, de José Chung, outro que você não pode deixar de ver. Masmorra é uma estória muito delicada e bonita, vale a pena mesmo não sendo um capítulo tão ambicioso, assim como Provocador, muito tenso, por sua vez. E, ainda, Grampeado, apesar de um argumento mediano, tem uma conclusão muito importante e marcante para os nossos personagens, que precisam se deparar com as conseqüências dos seus atos.

Episódio 17: Provocador

Se tiverem querendo mais; sugiro D.P.O. pela participação de bons atores secundários; Revelações, que é uma boa história para Scully, e Guerra dos Cropófagos, que é bem engraçado.

Caminho da BênçãoBomEssencial
Clipe de PapelExcelenteMelhores / Essencial
D.P.O.BomDaria uma chance
Repouso Final de Clyde BruckmanExcelenteMelhores / Essencial
A ListaBom
Tímido DemaisMediano
CaminhadaMuito RuimPiores
MasmorraExcelente Melhores / Essencial
JaponesesExcelenteMelhores / Essencial
731Muito BomEssencial
RevelaçõesBomDaria uma chance
Guerra dos CropófagosMuito BomDaria uma chance
SizígiaMuito RuimPiores
GrotescoBom
Piper MaruMuito BomEssencial
ApócrifoExcelenteMelhores / Essencial
ProvocadorMuito BomEssencial
Teso dos BichosMuito RuimPiores
Dinheiro InfernalBom
Do Espaço Sideral, de José ChungExcelenteMelhores / Essencial
AvatarMuito RuimPiores
PântanoRuim
GrampeadoBomEssencial
Talitha CumiExcelenteMelhores / Essencial

Arquivo X – Terceira Temporada

Últimos Posts

O Brasil no espectro de uma guerra híbrida

O autor desnuda os movimentos subterrâneos – teóricos e concretos – feitos pelo exército, desde a redemocratização mas, em especial desde o governo lula, para reconquistar o poder nacional. Dentre esses movimentos, a deflagração de uma guerra híbrida.

Falling Skies e a noção americana de História

Na luta entre humanos e alienígenas que invadiram a Terra, o herói é um professor de história. Uma honra? Mais ou menos. Além dos problemas de Falling Skies, a História, como disciplina, nos EUA é vista de forma bem diferente.

The Orville – 2ª Temporada

Mais coesa e organizada, a série teve um salto com relação a qualidade de seu humor, sempre cirúrgico. Mas isso, por outro lado, resultou numa temporada praticamente de um tema só: relacionamentos; virando quase uma Comédia Romântica no Espaço.

Publicado por Lucas Palma

Paulistano, desde que me lembro por gente fascinado pelas possibilidades do futuro, em games, filmes e seriados, herança paterna e materna. Para surpresa geral, ao final da juventude descobri fascínio também justamente pelo oposto, me graduando e mestrando em História, pela Universidade Federal de São Paulo. Sou autor de Palavras de Revolução e Guerra: Discursos da Imprensa Paulista em 1932.

Um comentário em “Arquivo X – 3ª Temporada (Melhor, Pior e Essencial)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: