Jornada nas Estrelas: TOS – 2ª Temporada – Melhor, Pior e Essencial

Jornada nas Estrelas: TOS – A Série Original


Esta segunda temporada da Série Clássica é, sem dúvidas, o ápice do seriado e talvez de todas as Jornadas nas Estrelas dependendo do seu grau de purismo. São poucos os episódios ruins e mesmo esses mais capengas têm elementos que salvam e poderiam ser bem utilizados em outras oportunidades.

É graças a esses 26 episódios exibidos entre 1967 e 1968, apesar da audiência abaixo do esperado, que até hoje assistimos e vibramos com a exploração espacial na TV.

Continuar lendo “Jornada nas Estrelas: TOS – 2ª Temporada – Melhor, Pior e Essencial”

Jornada nas Estrelas: TOS – 2ª Temporada

Jornada nas Estrelas: TOS – A Série Clássica

Continuamos com a observação de que a ordem de produção não é a mesma de exibição. A primeira está pelos números e a segunda, que você vai encontrar em streamings e lançamentos de mídia doméstica, é a ordem do texto.


S02E05: Tempo de Loucura – Spock perde a linha dentro da nave; o comandante passa a apresentar um comportamento agressivo e irritadiço, que apenas se agrava, em conjunto com sua saúde que vai se debilitando. A única forma de salvar o vulcano é levá-lo de volta ao seu planeta natal, onde encontrará sua… noiva?

Continuar lendo “Jornada nas Estrelas: TOS – 2ª Temporada”

O epílogo de “O Caso Evandro” do Globoplay: jornalismo, narrativa e opções editoriais.

Resultado de uma grande frente de pesquisa, iniciada pelo podcast de Ivan Mizanzuk, no começo deste 2021 a série documental do Globoplay O Caso Evandro foi um excelente exemplar do gênero. Pelo menos em seus oito primeiros capítulos.

Apesar de contar com nove episódios, apenas sete dele fazem parte “do corpo do texto”. Após temos um apêndice e um epílogo. Um é o capítulo extra, dedicado ao Caso Leandro, sobre o desaparecimento de Leandro Bossi, meses antes também em Guaratuba e relacionado diversas vezes com o o crime principal; e o seguinte é intitulado “Consequências“. Gravado, de acordo com a própria exibição, semanas depois do lançamento completo dos capítulos anteriores.

Com muitas pitadas de auto exaltação, este epílogo explora a repercussão da produção no referente a novas informações que surgiram sobre o Caso Evandro com a revisitação nacional à tragédia passada em 1992. Há três grandes destaques para esse episódio que acabam estruturando a narrativa, e são três grandes escorregadas que colocam toda a produção em xeque, com várias decisões questionáveis do ponto de vista ético e jornalístico. Sem deixar de ser muito irônico, já que boa parte do seriado até então era uma crítica à cobertura da imprensa dos anos noventa.

Continuar lendo “O epílogo de “O Caso Evandro” do Globoplay: jornalismo, narrativa e opções editoriais.”

O Caso Evandro

O Caso Evandro: sete acusados, duas polícias, o corpo e uma trama diabólica – Ivan Mizanzuk.

Ano de Lançamento: 2021 – Minha Edição: 2021 – 445 páginas


O desaparecimento de crianças na virada dos anos 80 para os 90 se tornou uma triste recorrência; desde à Dona Vilma e o Caso Pedrinho até o Massacre da Candelária, não era fácil ser criança pobre ou de classe média baixa no Brasil naquele período. Um dos casos mais emblemáticos (e macabros) da época foi o de Evandro Caetano, sequestrado, morto e mutilado num matagal de uma pequena cidade litorânea do Paraná em 1992.

A partir de seu longevo trabalho com Podcasts, Ivan Mizanzuk decidiu contar a história daquela morte e seus desdobramentos em três frentes diferentes; um podcast, uma série documental e este livro.

Continuar lendo “O Caso Evandro”

The Mandalorian – 1ª Temporada

The Mandalorian


Eram tempos sombrios na galáxia; a trilogia sequel, ambicioso plano da Disney ao adquirir a marca Guerra nas Estrelas foram sucessos de bilheteria e fracasso com os fãs; por razões mil conseguiram desagradar a todos. Quando foi anunciada que a saga entraria no mundo das Séries Live Action (não-animações), a preocupação era generalizada.

Felizmente Mandalorian fez todo mundo queimar a língua e fomos presentados com uma história completamente original mas conectada em pontos essenciais ao que já conhecemos e esperávamos. Tudo entregue em altíssima qualidade (e de muito bom gosto em visuais e feitos) num autêntico Space Western.

Continuar lendo “The Mandalorian – 1ª Temporada”

Dossiê 50

Dossiê 50 – Geneton Moraes Neto

Ano de Lançamento: 2013 – Minha Edição: 2013 – 158 páginas


A história é conhecida nos meios futebolísticos; o uniforme da seleção brasileira em seus primeiros 40 anos de vida era composto por camisas e calções brancos adornados com azul nas mangas e golas (calções azuis também eram utilizados esparsamente). A partir da Copa de 1954, foi adotada a camisa canarinho que se tornou a mais importante do planeta. E o motivo era claro: enterrar o passado, enterrar o dia de 16 de julho de 1950.

Essa é apenas a “superfície” da repercussão daquela derrota; há relatos de 56 mortes por parada cardíaca e 34 suicídios (sendo 2 dentro do próprio estádio) – o que provavelmente é lenda urbana; aposentadoria de jornalistas (como Ary Barroso) e jogadores; e uma crença geral de que o futebol jamais teria a popularidade de antes no Brasil – a Copa Rio de 1951, reclamada por Palmeiras como Campeonato Mundial, foi bancada e realizada justamente para revitalizar o Maracanã.

Continuar lendo “Dossiê 50”

Torto Arado

Torto Arado – Itamar Vieira Júnior

Ano de Lançamento: 2018 – Minha Edição: 2021 – 262 páginas


Mesmo as histórias de vida mais comuns e singelas podem ser palco para grandiosos e envolventes romances. Aqui, em Torto Arado, a sofrida história de duas irmãs em uma grande fazenda perdida no interior da Bahia ganha tons quase épicos na narrativa de Itamar Vieira.

Continuar lendo “Torto Arado”

Olho por Olho: comentários sobre Marighella

Poucas coisas são tão controversas em nosso passado como a resistência armada à ditadura militar. Para além dos terraplanismos históricos do último período, ressaltando torturadores e crápulas dos porões não apenas como heróis, mas como – puta merda! – vitimas dos “terroristas”, as ações dos grupos guerrilheiros são objeto de intenso debate entre os historiadores.

Concentrados entre 1968 e 1972, os levantes armados em oposição ao regime militar têm como apenas ponto pacífico, de concordância, entre os especialistas o fato de terem fracassado e visto o regime se fortalecer cada vez mais. É a história de uma tragédia. E justamente por isso, estudá-los (ou mesmo representá-los em filmes, seriados ou novelas) acaba sendo quase que sinônimo de tentar entender porque tudo deu errado.

Continuar lendo “Olho por Olho: comentários sobre Marighella”

Redshirts

Redshirts – John Scalzi

Tradução: Petê Rissatti – Editora: Alpeh

Ano de Lançamento: 2012 – Minha Edição: 2021 – 367 páginas


Em um dos primeiros episódios da segunda temporada da Série Clássica de Jornada nas Estrelas; O Fruto Proibido, a equipe que desce ao planeta é composta de nove oficiais da Enterprise. Destes nove, 4 são membros da equipe de segurança, que vestem uniformes vermelhos de acordo com os regulamentos da Frota Estelar na época; todos os quatro morrem.

Continuar lendo “Redshirts”

O Brasil no espectro de uma guerra híbrida

O Brasil no espectro no espectro de uma guerra híbrida: militares, operações psicológicas e política em uma perspectiva etnográfica – Piero C. Leirner

Ano de Lançamento: 2020 – Minha Edição: 2020 – 329 páginas


O Gigante acordou, abram os óleos, vai pra Cuba, Foro de São Paulo, Marxismo Cultural, PT quer implantar uma ditadura bolivariana, Petrolão, Triplex no Guarujá, Lava Jato, Mamadeira de Piroca… todos esses “movimentos políticos” foram minando gradativamente a sociedade brasileira de 2013 para cá. Implodiram partidos políticos, movimentos sociais ou instituições como as universidades, por exemplo; mas no geral, implodiram toda a comunidade nacional, em um sentido mais amplo.

Enquanto passávamos por esse turbilhão eu tinha a ideia de que os mais favorecidos por isso seriam os políticos da bancada evangélica; eles conseguiriam capitalizar mais que ninguém despolitização. No entanto, apesar de fortes como nunca, quem emergiu no poder, em meio ao kitgay e à madeira de piroca, foi ninguém menos que a espada de Dâmocles da política nacional de sempre; o exército.

Continuar lendo “O Brasil no espectro de uma guerra híbrida”

Falling Skies e a noção americana de História

Algumas pessoas definitivamente possuem o toque de Midas, no entretenimento uma delas é Steven Spielberg, mesmo com a explosão dos enlatados da Marvel, ele ainda é o diretor com a maior bilheteria da história do cinema, tanto dentro dos EUA quanto mundial. Sua marca como produtor imediatamente transforma qualquer filme e série em um clássico.

Quando ele decidiu se unir com o roteirista de O Resgate do Soldado Ryan para trabalhar com um seriado de Ficção Científica (seu gênero favorito), não tinha como dar errado. E não deu mesmo, em suas primeiras temporadas ao menos.

Continuar lendo “Falling Skies e a noção americana de História”

The Orville – 2ª Temporada

Após uma primeira temporada difícil, de altos e baixos, procurando agradar um nicho muito específico dos fãs; Orvile deu uma profunda reformulada e ficou mais concentrada em temas e estilos de humor mais constantes. O resultado claramente foi uma melhor qualidade geral nos episódios e roteiros (inclusive com menos roteiros escritos pelo próprio Seth McFarlene), mas que, por outro lado, provavelmente agradou menos aos fãs.

Foram poucos os capítulos que lembraram as aventuras mais clássicas de Jornada nas Estrelas, ou mesmo a menção de eventos ou conceitos (pseudo) científicos foi bastante reduzida. Com a pandemia, o seriado que estava renovado para uma terceira temporada, entrou em espera e voltou a ser produzida apenas nos últimos meses contando com apenas 11 episódios.

Continuar lendo “The Orville – 2ª Temporada”

É assim que se perde a guerra do tempo

É assim que se perde a guerra do tempo – Amal El-Mothar e Max Galdstone

Tradução: Natália Borges Polesso – Editora: Suma (Cia das Letras)

Ano de Lançamento: 2019 – Minha Edição: 2021 – 189 páginas


Todos os gêneros tem suas temáticas surradas; aquelas que sempre aparecem e acabam contando quase sempre a mesma história. Em filmes policiais, há sempre o trecho em que o protagonista se torna um rogue agent, ou renegado, lutando contra o próprio sistema para fazer justiça; em filmes de espiões são as locações internacionais e assim vai… na Ficção Científica não raras vezes nos deparamos com alguma viagem no tempo.

Normalmente o enredo gira em torno de alguma decisão diferente aqui ou ali que alterará a história da humanidade e precisa ser refeita. Difícil inovar, mas aqui estamos diante de uma obra que inova e muito. Uma pena que a única preocupação do livro é esta.

Continuar lendo “É assim que se perde a guerra do tempo”

Tenentes

Tenentes: a Guerra Civil Brasileira – Pedro Doria

Ano de Lançamento: 2016 – Minha Edição: 2016 – 251 páginas


O 12º presidente do Brasil, o mineiro Artur Bernardes tem ao seu lado um infeliz recorde, ele passou seu mandato inteiro, entre 1922 e 1926, governando em Estado de Sítio – um estado de exceção no qual inúmeros direitos civis ficam suspensos por conta de uma ameaça que o Estado esteja sofrendo. Por exemplo, são suspensos recursos com relação à prisão, reuniões populares são proibidas, a polícia pode invadir propriedades sem mandado judicial… dentre outras.

Normalmente, ele é invocado em casos de guerras, revoluções e golpes de estado. Mas, qual foi a Guerra Civil que ocorreu naqueles 4 anos no Brasil? A resposta é simples mas inesperada: o tenentismo. O que me chamou a atenção para este livro foi exatamente classificá-lo desta forma.

Continuar lendo “Tenentes”