Torto Arado

Torto Arado – Itamar Vieira Júnior

Ano de Lançamento: 2018 – Minha Edição: 2021 – 262 páginas


Mesmo as histórias de vida mais comuns e singelas podem ser palco para grandiosos e envolventes romances. Aqui, em Torto Arado, a sofrida história de duas irmãs em uma grande fazenda perdida no interior da Bahia ganha tons quase épicos na narrativa de Itamar Vieira.

Continuar lendo “Torto Arado”

Olho por Olho: comentários sobre Marighella

Poucas coisas são tão controversas em nosso passado como a resistência armada à ditadura militar. Para além dos terraplanismos históricos do último período, ressaltando torturadores e crápulas dos porões não apenas como heróis, mas como – puta merda! – vitimas dos “terroristas”, as ações dos grupos guerrilheiros são objeto de intenso debate entre os historiadores.

Concentrados entre 1968 e 1972, os levantes armados em oposição ao regime militar têm como apenas ponto pacífico, de concordância, entre os especialistas o fato de terem fracassado e visto o regime se fortalecer cada vez mais. É a história de uma tragédia. E justamente por isso, estudá-los (ou mesmo representá-los em filmes, seriados ou novelas) acaba sendo quase que sinônimo de tentar entender porque tudo deu errado.

Continuar lendo “Olho por Olho: comentários sobre Marighella”

Redshirts

Redshirts – John Scalzi

Tradução: Petê Rissatti – Editora: Alpeh

Ano de Lançamento: 2012 – Minha Edição: 2021 – 367 páginas


Em um dos primeiros episódios da segunda temporada da Série Clássica de Jornada nas Estrelas; O Fruto Proibido, a equipe que desce ao planeta é composta de nove oficiais da Enterprise. Destes nove, 4 são membros da equipe de segurança, que vestem uniformes vermelhos de acordo com os regulamentos da Frota Estelar na época; todos os quatro morrem.

Continuar lendo “Redshirts”

O Brasil no espectro de uma guerra híbrida

O Brasil no espectro no espectro de uma guerra híbrida: militares, operações psicológicas e política em uma perspectiva etnográfica – Piero C. Leirner

Ano de Lançamento: 2020 – Minha Edição: 2020 – 329 páginas


O Gigante acordou, abram os óleos, vai pra Cuba, Foro de São Paulo, Marxismo Cultural, PT quer implantar uma ditadura bolivariana, Petrolão, Triplex no Guarujá, Lava Jato, Mamadeira de Piroca… todos esses “movimentos políticos” foram minando gradativamente a sociedade brasileira de 2013 para cá. Implodiram partidos políticos, movimentos sociais ou instituições como as universidades, por exemplo; mas no geral, implodiram toda a comunidade nacional, em um sentido mais amplo.

Enquanto passávamos por esse turbilhão eu tinha a ideia de que os mais favorecidos por isso seriam os políticos da bancada evangélica; eles conseguiriam capitalizar mais que ninguém despolitização. No entanto, apesar de fortes como nunca, quem emergiu no poder, em meio ao kitgay e à madeira de piroca, foi ninguém menos que a espada de Dâmocles da política nacional de sempre; o exército.

Continuar lendo “O Brasil no espectro de uma guerra híbrida”

Falling Skies e a noção americana de História

Algumas pessoas definitivamente possuem o toque de Midas, no entretenimento uma delas é Steven Spielberg, mesmo com a explosão dos enlatados da Marvel, ele ainda é o diretor com a maior bilheteria da história do cinema, tanto dentro dos EUA quanto mundial. Sua marca como produtor imediatamente transforma qualquer filme e série em um clássico.

Quando ele decidiu se unir com o roteirista de O Resgate do Soldado Ryan para trabalhar com um seriado de Ficção Científica (seu gênero favorito), não tinha como dar errado. E não deu mesmo, em suas primeiras temporadas ao menos.

Continuar lendo “Falling Skies e a noção americana de História”

The Orville – 2ª Temporada

Após uma primeira temporada difícil, de altos e baixos, procurando agradar um nicho muito específico dos fãs; Orvile deu uma profunda reformulada e ficou mais concentrada em temas e estilos de humor mais constantes. O resultado claramente foi uma melhor qualidade geral nos episódios e roteiros (inclusive com menos roteiros escritos pelo próprio Seth McFarlene), mas que, por outro lado, provavelmente agradou menos aos fãs.

Foram poucos os capítulos que lembraram as aventuras mais clássicas de Jornada nas Estrelas, ou mesmo a menção de eventos ou conceitos (pseudo) científicos foi bastante reduzida. Com a pandemia, o seriado que estava renovado para uma terceira temporada, entrou em espera e voltou a ser produzida apenas nos últimos meses contando com apenas 11 episódios.

Continuar lendo “The Orville – 2ª Temporada”

É assim que se perde a guerra do tempo

É assim que se perde a guerra do tempo – Amal El-Mothar e Max Galdstone

Tradução: Natália Borges Polesso – Editora: Suma (Cia das Letras)

Ano de Lançamento: 2019 – Minha Edição: 2021 – 189 páginas


Todos os gêneros tem suas temáticas surradas; aquelas que sempre aparecem e acabam contando quase sempre a mesma história. Em filmes policiais, há sempre o trecho em que o protagonista se torna um rogue agent, ou renegado, lutando contra o próprio sistema para fazer justiça; em filmes de espiões são as locações internacionais e assim vai… na Ficção Científica não raras vezes nos deparamos com alguma viagem no tempo.

Normalmente o enredo gira em torno de alguma decisão diferente aqui ou ali que alterará a história da humanidade e precisa ser refeita. Difícil inovar, mas aqui estamos diante de uma obra que inova e muito. Uma pena que a única preocupação do livro é esta.

Continuar lendo “É assim que se perde a guerra do tempo”

Tenentes

Tenentes: a Guerra Civil Brasileira – Pedro Doria

Ano de Lançamento: 2016 – Minha Edição: 2016 – 251 páginas


O 12º presidente do Brasil, o mineiro Artur Bernardes tem ao seu lado um infeliz recorde, ele passou seu mandato inteiro, entre 1922 e 1926, governando em Estado de Sítio – um estado de exceção no qual inúmeros direitos civis ficam suspensos por conta de uma ameaça que o Estado esteja sofrendo. Por exemplo, são suspensos recursos com relação à prisão, reuniões populares são proibidas, a polícia pode invadir propriedades sem mandado judicial… dentre outras.

Normalmente, ele é invocado em casos de guerras, revoluções e golpes de estado. Mas, qual foi a Guerra Civil que ocorreu naqueles 4 anos no Brasil? A resposta é simples mas inesperada: o tenentismo. O que me chamou a atenção para este livro foi exatamente classificá-lo desta forma.

Continuar lendo “Tenentes”

Marx: uma introdução

Marx: uma introdução – Jorge Grespan

Ano de Lançamento: 2021 – Minha Edição: 2021 – 99 páginas


Quem dera pelo menos um único destes sabichões online que se propõe a explicar como Marx “estava errado” perdesse algum tempinho mínimo para ler esta rápida obra. Escrita a partir de um texto um pouco mais antigo, que também tinha o mesmo objetivo, Grespan se propõe a apresentar uma dúzia de conceitos que ele considera centrais para compreender o marxismo.

Continuar lendo “Marx: uma introdução”

Jornada nas Estrelas: TOS – 1ª Temporada (melhor, pior e essencial)

Jornada as Estrelas: A Série Original


O que é curioso da primeira temporada de TOS, e que revela a passagem do tempo do seriado, ainda que a franquia esteja viva, é como os episódios menos interessantes estão muito mais concentrados no início da temporada; digo isso levando em conta a ordem de exibição – que foi até alterada de propósito para ter primeiro capítulos com maior probabilidade de sucesso de audiência.

(Desculpem martelar nisso, rapaziada; historiador é fissurado por perceber a passagem do tempo das coisas é exatamente nosso trabalho – isso não quer dizer mais ou dizer menos sobre aquilo.)

Continuar lendo “Jornada nas Estrelas: TOS – 1ª Temporada (melhor, pior e essencial)”

Jornada nas Estrelas: TOS – 1ª Temporada

Chegou o dia de cometer a heresia das heresias trekker: comentar sobre a série original, ou TOS (The Original Series). Até por conta da santidade do material envolvido, mas sua própria idade, vamos diretos aos capítulos sem muitos comentários gerais da temporada que pouco fazem sentido depois de tantas décadas – a própria lógica de produção dos seriados é muito diferente para analisar uma temporada. Algum ou outro apontamento estará no post sobre o melhor e o pior do ano.

Jornadas nas Estrelas: A Série Original

Exceto pelo piloto, os capítulos estão na ordem de exibição original, preservada nos catálogos de streaming e lançamentos em mídia física. Na Série Original, isso não corresponde nem à ordem cronológica interna, nem à ordem de produção – esta última será a numérica.

Continuar lendo “Jornada nas Estrelas: TOS – 1ª Temporada”

Eichmann em Jerusalém

Eichmann em Jerusalém: Um relato sobre a Banalidade do Mal – Hannah Arendt

Tradução: José Rubens Siqueira – Companhia da Letras

Lançamento: 1963 – Minha Edição: 2021 (28ºr) – 337 páginas


Seja a semente do Espaço, Khan Noonien Singh, em Jornada nas Estrelas; o temível John Smith de O Homem do Castelo Alto; o sádico instrutor Sakamochi em Battle Royale; o frio Homem-que-fuma em Arquivo X; o tresloucado Coronel Kurtz (ou qualquer outro oficial americano) em Apocalypse Now… a tendência é que famosos criminosos de Guerra sejam retratados com uma relativa reverência na literatura, filmes ou séries. Afinal, foram homens que realizaram coisas extraordinárias, no sentido de fora do comum, no caso, para o mal.

Continuar lendo “Eichmann em Jerusalém”

The Orville – 1ª Temporada

Em 2017, Jornada nas Estrelas ressuscitou após o longínquo cancelamento de Enterprise em 2005. Não estou falando de Discovery; e sim sobre The Orville, sob a batuta de Seth McFarlene, o autor de Uma Família da Pesada (e seus derivados), produções recheadas de referências ao universo da cultura pop americana – em especial, da Ficção Científica pop, como Star Wars e Star Trek.

Continuar lendo “The Orville – 1ª Temporada”

O Expresso Berlim-Bagdá

O Expresso Berlim-Bagdá: O Império Otomano e a Tentativa da Alemanha de conquistar o poder mundial (1898-1918) – Sean McMeekin

Tradução: Maria Silvia Mourão Netto – Editora Globo

Lançamento: 2010 – Minha Edição: 2011 – 495 páginas


A maior comunidade de imigrantes na Alemanha ainda hoje se compõe de Turcos, entre 2,5 a 7 milhões de pessoas em 80 milhões de habitantes; inclusive são vítimas de forte preconceito, pois são associados a imigrantes pobres – análogo aos mexicanos nos Estados Unidos, por exemplo. Mas se os países não são vizinhos, pelo contrário, distantes mais de mil quilômetros, e atravessando menos fronteiras o possível, seriam 5; como explicar?

Continuar lendo “O Expresso Berlim-Bagdá”

Star Trek: Lower Decks (1ª Temporada)

Pela primeira vez em sua história Jornada nas Estrelas decidiu fazer uma série totalmente dedicada à comédia; e essa empreitada tomou forma em uma série animada, a primeira desde os anos 70. A premissa é muito promissora, explorada esporadicamente em algumas dos seriados: os decks inferiores, a rotina dos oficiais de baixa patente dentro das naves.

Continuar lendo “Star Trek: Lower Decks (1ª Temporada)”